Tag Archives: Paixão

Quero mais

28 jun

Saiba que eu peço todas as noites pra gente dar certo.

Quero mais abraços, quero mais beijos, quero mais tardes com filme e pipoca, quero mais amor, quero mais paixão, quero mais sorrisos, quero mais felicidade, quero mais sonhos, quero mais carinhos, quero mais eu e você.

Do amor ao bingo

12 jun

Wish you were here

Somos um casal diferente dos outros. Não, espera: nós somos um casal? Pelo menos é isso que está parecendo, então é assim que vou me referir a nós dois agora. Sabe, tem carinho entre a gente, tem educação, tem gentileza, tem romantismo, mas é do nosso jeito. E o nosso jeito é esse: Não te amo; não sinto saudade de você; cala a boca; te sai de mim; eu falo o que eu quiser; acho bom tu ficar na tua; não discute comigo; para de ser irritante; se quiser parar de ser chato (a) já pode; tu é muito boboca; tô com vontade de te morder; já vai tarde; não quero te beijar não; para de me abraçar toda hora. A maioria das coisas sou eu que digo e você dá risada de tudo e tenta pensar numa resposta rápida para rebater minha ‘educação’ ao te tratar, e a gente vai gostando cada vez mais de estarmos juntos, e o que a gente sente vai ganhando forma, força.

E para comemorar essa data super fofa que é a do dia dos namorados deixo um vídeo muito legal chamado do Amor ao Bingo em 15 fotos por segundos

Sai pra lá paixão

28 mar

Em certos períodos parece que tomei uma vacina e estou imune à paixão. E confesso que gosto bastante desses dias. Como sou extremamente racional me sinto patética apaixonada.  Irrita-me profundamente não conseguir ter controle das minhas ações e falas. Acho um absurdo um sentimento ser mais forte que você. O que é aquela risadinha que aparece no rosto várias vezes ao dia? Sem contar que nesse tempo é aconselhável evitar a bebida: Um copo e lá vem ele te obrigando a usar o telefone e fazendo com que você diga coisas desesperadas e inconsequentes. Chega-se a perder a própria liberdade. Mesmo nem curtindo reggae você vai para o show só para tentar esbarrar com a única pessoa perfeita que existe. E as dez olhadas por segundo que você dá ao telefone esperando uma ligação? E todos os planos feitos na cabeça? Isso é loucura.

E o pior é que a paixão é tão danadinha que não está nem aí para o que eu penso. Ela simplesmente chega do nada, não respeita minha vontade e muito menos se preocupa com as consequências. Depois se eu vou chorar, encher a cara ou como vou lidar com isso, é problema meu. Eu, como cidadã, reivindico um SAC onde possamos reclamar do serviço mal prestado. E olha que eu nem desabilitaria o plano por completo, apenas questionaria se posso me apaixonar pelo cara certo logo, porque sofrer solitariamente toda semana por um diferente está ficando complicado e dolorido.

 Mariana Woj